Alcançando Povos Não-Alcançados

Uma estratégia bíblica?

Por John Piper

  1. A Grande Comissão- Mt 28:18-20 (Mais Famosa)

“Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as cousas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco até a consumação do século.”

 

  1. Ainda é válida hoje.
  2. O que significa “todas as nações” (panta ta ethnê): grupos étnicos ou indivíduos?

 

  1. O uso de ethnos no singular no Novo Testamento

1.1Nunca se refere aos gentios como indivíduos

Exemplos:

  1. “Se levantará nação (ethnos) contra nação(ethnos), reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares”. Mt 24.7
  2. “Ora, estavam habitando em Jerusalém judeus, homens piedosos, de cada nação debaixo do céu”. At 2:5
  3. “Ora, havia certo homem, chamado Simão, que ali praticava a mágica, iludindo o povo (ethnos) de Samaria.” At 8:9
  4. “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação (ethnos) santa, povo de propriedade exclusiva de Deus.” 1Pd 2:9
  5. Com teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua e nação(ethnos). Ap 5:9

 

 

  1. O uso de ethnos no plural no Novo Testamento

2.1. Nem sempre se refere a povos (grupos étnicos), às vezes se refere a indivíduos (gentios), At 13:48; 1Co 12:2; Ef 3:6;

2.2 Por outro lado, ethnos no plural também pode se referir a “grupos étnicos”, At 13:19; Rm 4:17-18; Dt 7:1; Ap11:9

 

  1. O uso de panta ta ethnê no Novo Testamento

3.1A frase panta ta ethnê 18 vezes no Novo Testamento. Apenas uma vez se refere claramente a indivíduos gentios. Nove vezes se refere claramente a grupos étnicos(povos). As demais vezes também podem se referir a grupos étnicos.

3.2Conclusão: É bem provável que na Grande Comissão panta ta ethnê significa “todos os povos, grupos étnicos” e não apenas “todo mundo” (todas as pessoas gentias).

 

  1. O uso de panta ta ethnê no Antigo Testamento

A probabilidade cresce ainda mais quando descobrimos que panta ta ethnê aparece 100 vezes na versão grega do Antigo Testamento e quase nunca significa “todas as pessoas” e quase sempre significa “todos os povos”.

 

  1. Abraão e a bênção para todas as famílias da terra: Gn 12:13

5.1Esta promessa é repetida quatro vezes no Antigo Testamento, todas com ideia de alcançar relativamente pequenos grupos, de pessoas. Gn 28:14 usa o mesmo termo “todas as famílias” (kil mishpahôt) que Gn 12:3 traduzido pela versão grega do AT por pasai hai phulai. Phulai significa “tribos”. Mishpaha pode ser menor que uma tribo, como no caso de Acã. “Depois que ele pecou, revistaram Israel em ordem de tamanho: primeiro as tribos, depois as famílias (mishpaha), e depois as casas. ”

Js 7:14

As outras três repetições da promessa a Abraão usam uma linguagem um pouco diferente: “todas as nações” (kol goiey) que é traduzida pela familiar panta ta ethnê (18:18; 22:18; 26:4). Isto reforça a hipótese que panta ta ethnê tem mais a ver com grupos do que com pessoas.

 

5.2. Esta promessa é citada duas vezes no Novo Testamento. Em At 3:25 Pedro diz a uma multidão judaica: “Vós sois os filhos dos profetas e da aliança que Deus estabeleceu com vossos pais, dizendo a Abraão: Na tua descendência serão abençoadas todas as nações(patriai) da terra.” A frase completa que Pedro usou foi “pasai ta patrai”, uma tradução independente. Mas o fato dele usar outro termo que se refere a um agrupamento ou grupo humano confirma que ele entendeu a promessa a Abraão como tendo mais a ver com grupos do que com pessoas.

Em Gal 3:6-8 Paulo diz: “É o caso de Abraão que creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça para justiça. Sabei, pois, que os da fé é que são filhos de Abraão. Ora, tendo a Escritura previsto que Deus justificaria pela fé os gentios (ta ethnê), preanunciou o evangelho a Abraão: “Em ti serão abençoados todos os povos (ta ethnê).”

Note como ethnê é traduzido de duas formas diferentes. Teoricamente seria possível argumentar que a promessa tinha mais a ver com indivíduos (como na primeira parte do versículo). Porém é mais provável que Paulo, entendendo o teor coletivo da promessa, tenha deduzido dela a necessidade de conversões individuais como meio de lançar mão da bênção prometida.

 

  1. Um dos temas mais claros do Antigo Testamento é a esperança de que algum dia a verdade de Deus alcançará todos os grupos étnicos da terra. Estes textos se dividem naturalmente em quatro grupos.

6.1. “Declarai Sua Glória Entre As Nações” - Exortação – Sl 9.11; Sl 47.1; Sl 66.8; Sl 96.3; Sl 96.7,10; Sl 105.1; – Sl 117.1; Is 12.4, Is 34.1

6.2.” As Nações Virão A Tua Luz” - Promessa - Sl 2.8; cf111.6; Sl 45.17; Sl 47.9; Sl 86.9;

Sl 87.6; Sl 102.22; Sl 111.6; Is 11.10; Is 25.6-7; Is 49.6; Is 51.5; – Is 52.10; Is 55.5; Is 56.7; Is 60.3; Is 66.18

6.3 “Louvem-te os povos todos” – Orações – Sl 67.1-5; Sl 72.11; Sl 72.17;

6.4. “Cantar-te-ei louvores entre as nações” – Planos – Sl 18.49; Sl 57.9; Sl 108.3

  1. O Deus missionário e o profeta relutante

O ponto principal do livro de Jonas não é o peixe. É o coração missionário de Deus. Depois do arrependimento do povo de Nínive, Jonas ficou com raiva. Jonas se assentou, esperando que Deus fosse entender sua maneira de ver as coisas. Deus ainda está esperando que muitos Jonas, em suas casas confortáveis, venham a entender Sua maneira de amar as pessoas.

 

 

  1. Paulo e Sua Visão da Tarefa Missionária

Para Paulo, somente missões transculturais (às nações, povos) é adequado para cumprir as três grandes promessas do Antigo Testamento.

 

a.Bênção às Nações (Gn 12.3)

A promessa feita a Abraão (que ele seria uma bênção às nações) se cumpre através da conversão dos Gentios a Cristo: Cristo é descendente de Abraão, logo, herdeiro da promessa. As pessoas se unem a Cristo pela fé e assim se tornam herdeiros de bênção (Gal 3.13-14). Portanto, a obrigação de ser missionário às nações é super importante, baseando-se no alicerce da promessa a Abraão.

b. Pai de Muitas Nações (Gn 17.4-5)

Outra promessa feita a Abraão (que ele seria o pai de muitas nações (Gn 17:4-5) também se cumpre através da proclamação missionária às nações. Abraão se torna pai de muitas nações quando pessoas dentre essas nações vêm a se unir pela fé à mesma fonte de bênção que ele descobriu quando, antes de sua circuncisão, creu em Deus (Rm 4.16-17).

c. Luz às Nações (Is 49.6)

Em At 13.47 Paulo explica que seu ministério entre as nações gentias é baseado na promessa de Is 49.6. Dessa forma ele entra na corrente de todos os textos acima citados mostrando a esperança do Antigo Testamento que algum dia as nações gentias também conheceriam ao Deus de Israel. Paulo teve uma paixão pelos povos não-alcançados, entendendo claramente seu chamado como sendo o de alcançar cada vez mais grupos étnicos e não apenas mais indivíduos gentios. Em Rm 15.8-9 Paulo afirma que Cristo veio por dois motivos principais. “Digo, pois, que Cristo foi constituído ministro da circuncisão, em prol da verdade de Deus, [1] para confirmar as promessas feitas aos nossos pais; [2] e para que os gentios glorifiquem a Deus por causa da sua misericórdia.” Rm 15:8-9

Motivo 1: Mostra que Deus cumpre suas promessas (como a Abraão)

Motivo 2: Que as nações possam glorificar a Deus pela sua misericórdia

Para confirmar esta afirmação, Paulo cita uma série de textos do AT, dos quais todos se referem claramente a nações e não apenas indivíduos. “Como está escrito: Por isso eu te glorificarei entre os gentios (nações, ethnê), com seu povo.” Rm 15.9=Sl 18.49

“Alegrai-vos, ó gentios (nações, ethnê), com o seu povo.” Rm 15.10=Dt 32.43

“Louvai ao Senhor, vós todos os gentios (nações, ethnê), e todos os povos o louvem.”

Rm 15.11=Sl 117.1

“Haverá a raiz de Jessé, aquele que se levanta para governar os gentios (nações, ethnê), neles os gentios esperarão.” Rm 15.12=Is 11.10

O fato que mais chama a atenção é que Paulo já tinha decorado esses textos ou se deu ao trabalho de procurá-los todos no AT sem concordância! A prática missionária de Paulo mostra a sua opção pelos povos não-alcançados.

“Porque não ousarei discorrer sobre cousa alguma senão daquelas que Cristo fez por meu intermédio, para conduzir os gentios (nações, ethnôn) à obediência, por palavra e por obras, por força de sinais e prodígios, pelo poder do Espírito Santo; de maneira que, desde Jerusalém e circunvizinhanças, até ao ilírico, tenho divulgado (cumprido) o evangelho de Cristo, esforçando-me deste modo por pregar o evangelho, não onde Cristo já fora anunciado, para não edificar sobre fundamento alheio; antes, como está escrito: Hão de vê-lo aqueles que não tiveram notícia dele, e compreendê-lo os que nada tinham ouvido a seu respeito”. Rm 15.18-21

Obviamente ainda havia mais trabalho a fazer porque deixou Timóteo (1Tm1.3) em Éfeso e Tito (Tg 1.5) em Creta, no entanto Paulo ousa dizer em Rm 15.23: “Mas agora, não tendo já campo de atividade nestas regiões…penso em visitá-los quando em viagem para a Espanha.”                     Ap 5:9-10

 

 

9.João e Sua Visão da Tarefa Missionária

O texto decisivo de João brota de sua visão apocalíptica na qual ele vislumbra a última cena da história da redenção com gente redimida adorando diante do trono de Deus.

“Os quatro seres viventes e os vinte e quatro anciãos… entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação, e para o nosso Deus os constituíste reino e sacerdotes; e reinarão sobre a terra.” Ap 5.9-10

 

A ideia básica: a tarefa missionária consiste em arrebanhar os redimidos de todos os povos, tribos e nações.

Jo 11.51-52 confirma esta ideia e Jo 17.20 apoia.

Quatro textos adicionais de Apocalipse mostram que João entendeu a tarefa missionária como sendo prioritariamente o alcance dos grupos étnicos do mundo para que os redimidos espalhados entre eles possam ser arrebanhados.

 

Ap 7.9-10; Ap 14.6-7; Ap 15.4; Ap 21.3

 

 

10.A Outra Grande Comissão: Já estava escrito!

Será que os trechos paralelos podem confirmar este enfoque nos povos não-alcançados da Grande Comissão? Parece que sim.

“Então lhes abriu o entendimento para compreenderem as Escrituras; e ressuscitar dentre os mortos no terceiro dia e que em seu nome se pregasse arrependimento para remissão dos pecados, a todas as nações, começando de Jerusalém” Lc 24.45-47.

Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judeia e Samaria, e até os confins da terra.” At 1:8

“Confins da terra” se trata de um termo muito associado com “todos os povos da terra”. Salmo 22(do qual Jesus citou os primeiros versículos na cruz) termina com esperança e diz: “Lembrar-se-ão do Senhor e a ele se converterão os confins da terra; perante ele se prostrarão todas as famílias da nações.” Sl 22.27

 

11.Uma Casa De Oração Para Todos os Povos

Quando Jesus purifica ele cita Isaías 56.7: “Não está escrito: A minha casa será chamada casa de oração, para todas as nações( pasin tois ethnesin)?”

11.1   O significado de “povos” e não “indivíduos” é obvio aqui, dada a impossibilidade de ter uma casa de oração para todos os indivíduos gentios.

 

12.Conclusão: Dadas as evidências acima citadas, fica patente que Jesus não enviou os discípulos numa missão geral de ganhar quantos indivíduos pudessem, mas com a visão de alcançar todos os povos (grupos étnicos) do mundo e assim arrebanhar os “filhos de Deus” que estavam espalhados (Jo 11.52), e chamar todos os “redimidos de todos os povos, línguas, tribos e nações” ( Ap 5.9), até que os remidos de todos os povos o louvem (Rm 15.11). Nós devemos entender o panta ta ethne da Grande Comissão da mesma forma que o entendemos em Mt 24.14 “E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações( panta ta ethnê). Então virá o fim.”

12.1  Implicações quanto à igreja:

a.Existe um chamado bíblico para a igreja se envolver em missões transculturais;

b.Missões transculturais (alcançando povos não-alcançados) não é o único ministério legítimo da igreja. Também há ministérios tipo Timóteo que são importantíssimos;

c. Cada igreja local e denominação deveria ter alguns que se dedicam a desenvolver e apoiar ministérios tipo Paulo (missões pioneiras, transculturais)

 

12.2  Implicações quanto a Deus:

  1. O grande objetivo (alvo) de Deus através de toda a história é levantar e manifestar sua glória para o deleite de seu povo de todas as nações;
  2. A diversidade de culturas é intencional e eterna.

At 17.26- “De um só fez toda a raça (ethnôn) humana a habitar sobre toda a face da terra, havendo fixado os tempos previamente estabelecidos e os limites da sua habitação.”

At 21.3- “Então ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos (laoi) de Deus e Deus mesmo está com eles.

 

 

 

Adaptação de Ted Limpic a partir de artigo publicado no Journal of Frontier Mission’s, Janeiro de 1993.